Hello december!


Faltam poucos dias para 2012 chegar ao fim. Mais um ano está por vim, e com ele vem tudo aquilo de novo. Novos planos, novas metas, novas esperanças, novos motivos pra seguir em frente. Vontade de conhecer pessoas, lugares, coisas novas. Grandes desejos de que 2013 seja um ano melhor, que você aproveite mais, viva mais, seja mais feliz. Vem tudo isso, e muito mais. Vem aquela pontada no coração e aquele frio na barriga, dá aquela saudade dos momentos que passaram, e o arrependimento daqueles que nem se quer chegaram a acontecer. Vem a nostalgia, e aquele pensamento de “eu poderia ter feito diferente”. Vem as compras de natal e ano novo. Roupas, sapatos, comida. Ruas lotadas, cada pessoa com uma sacola maior do que a da outra que está ao seu lado. Passos rápidos, olhares atentos as promoções, liquidações, seja lá o que for! Muvuca. É natal, ano novo! É ansiedade e felicidade transbordando pelos olhos. Acho que é porque no fim de ano as pessoas esperam sempre coisas boas. Bem, a maioria delas. Algumas pessoas ainda ficam com um pé na frente e outro atrás com esse lance de fim de ano, sei lá, para algumas pessoas isso não faz muita diferença. Não, aparentemente. Porque eu tenho certeza que no fundo, lá no fundo, elas também ficam felizes ao ver a família toda reunida, os amigos festejando, rindo e brincando, as crianças ansiosas para abrir logo os presentes, a mãe, a avó, a tia, a vizinha… Todo mundo na cozinha preparando comidas deliciosas pra hora da ceia. Isso dá gosto de ver. Eu sei que no fundinho, essa felicidade estampada no rosto de quase toda a população, vai contagiando aqueles que não ligam muito para esta época. É o efeito de fim de ano, é a harmonia, a paz, a fé, a felicidade, a vontade de que o novo ano seja repleto de realizações boas… Tudo isso é contagiante, não dá pra negar. 
Mas, apesar de toda essas festas e de todas essas coisas boas que acontecem, no fim de ano, querendo ou não, a gente também fica triste, mesmo que por pouquinho tempo. Todos aqueles onze meses que ficaram para trás passam pela nossa cabeça em questão de minutos, todas as nossas mágoas, todas as decepções, todos os erros, as promessas quebradas, os objetivos não alcançados, as desavenças, os dias ruins, as tristezas. Tudo isso nos perturba mais um pouco. A angústia volta a bater na nossa porta pra nos atormentar por uma última vez no ano. E nós pensamos em tudo que aconteceu, tudo que passou e não volta de jeito ou maneira, e dá aquela dor, né? Eu sei que dá, dá saudade e dá uma pontinha de raiva por não ter feito os momentos bons durarem mais. A barriga revira só de lembrar das coisas ruins, e as mãos soam só de imaginar o que poderia ter acontecido naquele momento. É!! Naquele momento que nosso medo não deixou que fizéssemos o que realmente queríamos fazer. E que nunca vamos ter certeza do que poderia ter acontecido, porque não aconteceu, sabe? Isso balança as estruturas, realmente, faz as mãos soarem.
Passa-se todo o ano em sua cabeça, em apenas alguns minutos, e você percebe o quanto passou rápido, percebe que já faz muito, muito tempo que você encontrou aquele amigo de infância no meio da rua, percebe que já se passaram meses e mais meses depois que você descobriu que tinha sido aprovado na escola sem precisar fazer recuperação. Você percebe que já já irá ter que ir comprar material escolar de novo, e, bem, olhando por um lado, aquela rotina toda vai voltar, e vai ser quase a mesma coisa. Acordar cedo, ir pra escola, etc e tal. Aquilo que infelizmente não tem como mudar, mas que, se quisermos, podemos “inovar” um pouco.
Dá saudade do que passou e ansiedade pra saber o que ainda está por vir. Você fica pensando em tudo, até nos mínimos detalhes, e perguntando a si mesmo se o ano valeu a pena, se foi do jeito que você estava esperando. E finalmente você percebe: sim, o ano valeu a pena. Só por você ainda estar vivo, por saber que você vai ter a chance de comemorar mais um (de vários, se Deus quiser) final de ano espetacular ao lado da sua família e amigos, e por ainda conseguir manter vivas todas essas lembranças dos meses que se passaram, mesmo que nem todas elas sejam boas… É, o ano valeu a pena, sim! Com todas as dificuldades, desavenças, diferenças… Com tudo de ruim que aconteceu, e tudo de bom também, é claro. 2012 valeu a pena. E vai valer ainda mais quando estiver faltando apenas alguns minutos para ele acabar. Você vai perceber que o que não vale a pena é levar para o próximo ano aquelas coisas ruins, aquelas mágoas. O que aconteceu de ruim em 2012 tem que ficar em 2012. E o que aconteceu de bom, tem que ser carregado do lado esquerdo do peito junto com todas as boas lembranças da sua vida, e servir de exemplo para as coisas que irão acontecer em 2013. Você perceberá que tem que deixar a tristeza ir embora junto com 2012, e começar 2013 com um lindo sorriso estampado no rosto.
Mas, apesar de toda essas festas e de todas essas coisas boas que acontecem, no fim de ano, querendo ou não, a gente também fica triste, mesmo que por pouq
uinho tempo. Todos aqueles onze meses que ficaram para trás passam pela nossa cabeça em questão de minutos, todas as nossas mágoas, todas as decepções, todos os erros, as promessas quebradas, os objetivos não alcançados, as desavenças, os dias ruins, as tristezas. Tudo isso nos perturba mais um pouco. A angústia volta a bater na nossa porta pra nos atormentar por uma última vez no ano. E nós pensamos em tudo que aconteceu, tudo que passou e não volta de jeito ou maneira, e dá aquela dor, né? Eu sei que dá, dá saudade e dá uma pontinha de raiva por não ter feito os momentos bons durarem mais. A barriga revira só de lembrar das coisas ruins, e as mãos soam só de imaginar o que poderia ter acontecido naquele momento. É!! Naquele momento que nosso medo não deixou que fizéssemos o que realmente queríamos fazer. E que nunca vamos ter certeza do que poderia ter acontecido, porque não aconteceu, sabe? Isso balança as estruturas, realmente, faz as mãos soarem.Passa-se todo o ano em sua cabeça, em apenas alguns minutos, e você percebe o quanto passou rápido, percebe que já faz muito, muito tempo que você encontrou aquele amigo de infância no meio da rua, percebe que já se passaram meses e mais meses depois que você descobriu que tinha sido aprovado na escola sem precisar fazer recuperação. Você percebe que já já irá ter que ir comprar material escolar de novo, e, bem, olhando por um lado, aquela rotina toda vai voltar, e vai ser quase a mesma coisa. Acordar cedo, ir pra escola, etc e tal. Aquilo que infelizmente não tem como mudar, mas que, se quisermos, podemos “inovar” um pouco.Dá saudade do que passou e ansiedade pra saber o que ainda está por vir. Você fica pensando em tudo, até nos mínimos detalhes, e perguntando a si mesmo se o ano valeu a pena, se foi do jeito que você estava esperando. E finalmente você percebe: sim, o ano valeu a pena. Só por você ainda estar vivo, por saber que você vai ter a chance de comemorar mais um (de vários, se Deus quiser) final de ano espetacular ao lado da sua família e amigos, e por ainda conseguir manter vivas todas essas lembranças dos meses que se passaram, mesmo que nem todas elas sejam boas… É, o ano valeu a pena, sim! Com todas as dificuldades, desavenças, diferenças… Com tudo de ruim que aconteceu, e tudo de bom também, é claro. 2012 valeu a pena. E vai valer ainda mais quando estiver faltando apenas alguns minutos para ele acabar. Você vai perceber que o que não vale a pena é levar para o próximo ano aquelas coisas ruins, aquelas mágoas. O que aconteceu de ruim em 2012 tem que ficar em 2012. E o que aconteceu de bom, tem que ser carregado do lado esquerdo do peito junto com todas as boas lembranças da sua vida, e servir de exemplo para as coisas que irão acontecer em 2013. Você perceberá que tem que deixar a tristeza ir embora junto com 2012, e começar 2013 com um lindo sorriso estampado no rosto.
                                                                               2013 está batendo na porta, abra-a e aproveite-o o máximo. (Lari, p-ushed)

6 comentários:

  1. Oi vim conhecer o blog e ja estou seguindo, me segue de volta lá no maniasdasu@blogspot.com.br

    grande bj!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obg pela visita e por seguir o blog.
      Bou seguir voce tbm.
      beijos.

      Excluir
  2. Lindo seu texto,gostei
    http://dezapaixao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, esse texto não fui eu quem escrevi apenas postei.
      Encontrei ele em um tumblr. (Lari, p-ushed)
      Obrigada pela visita linda, beijão

      Excluir
  3. Adorei, lindo texto.
    Seu blog tá um luxo.. ameiii..
    Adorei conhece-lo.
    To seguindo..se puder dá uma passadinha no meu, se gostar segue . ☆♡✿◠‿◠)✿♡☆

    Beijos

    YouTube: Juliana Mingorance
    http://julianamingorance.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Aw, obg lindona. Eu vou visitar e seguir com certeza s2
    beijão.

    ResponderExcluir